.
Reprodução
Pastor da Califórnia faz performance diante dos fiéis


Pastores de duas megaigrejas da Califórnia, EUA, fizeram um " strip-tease "  em seus cultos de domingo para zombar do fechamento de igrejas pelo estado e permitir que os estabelecimentos para adultos permanecessem abertos.


O pastor Jurgen Matthesius, da Awaken Church em San Diego, postou um vídeo no Instagram tirando a gravata em frente à sua congregação.

"CLUBES DE STRIP (não igrejas) estão isentos dos bloqueios da Covid-19 e são considerados essenciais pelo nosso governador!", escreveu Matthesius em seu post. "Entãããão, decidimos que somos AGORA UMA FAMÍLIA AMIGA DOS CLUBES DE STRIP! (Onde retiramos o diabo de seu domínio, poder e autoridade sobre a vida das pessoas!)."


Já o pastor Rob McCoy, da Godspeak Calvary Chapel, em Thousand Oaks, fez um "strip-tease" semelhante, em que tirou o paletó e a gravata, antes de atacar o governo e chamar os cristãos a pregar o Evangelho, desafiando a "tirania" política e lutar pela liberdade religiosa.

"Ame o seu próximo como você ama a si mesmo. Aqueles que são abusados ​​estão sendo colocados em quarentena com seus agressores. Os idosos estão solitários e isolados sem motivo. Ninguém pode comparecer aos funerais de seus entes queridos... É nossa responsabilidade apoiar as pessoas."

McCoy e sua igreja enfrentaram inúmeras penalidades por ignorar ordens do governo nos últimos meses.

No início deste mês, um juiz da Califórnia decidiu que os clubes de striptease têm o direito de reabrir enquanto as igrejas são forçadas a permanecer fechadas. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários