.
Reprodução
Eles se conheceram em 2010, quando Jack “se apresentou” a ela


Uma mulher do norte da Irlanda, que ganhou as manchetes em todo o mundo depois de se casar com um fantasma pirata de 300 anos, explicou por que decidiu se divorciar de seu amante espiritual.


Amanda Teague de Downpatrick se casou com seu marido fantasma Jack em águas internacionais em 2016. Eles se conheceram em 2010, quando Jack "se apresentou" a ela. Uma coisa levou a outra e eles logo se casaram .

Mas não demorou muito para que Amanda começasse a notar "rachaduras" no relacionamento - como o fato de que ele estava tentando matá-la . Com sua saúde diminuindo rapidamente, ela percebeu que Jack a estava "usando" como uma fonte de energia.

"Minha saúde foi piorando e piorando, a ponto de acabar com uma sepse no ano passado, em junho, e quase morrer", disse ela ao jornal This Morning. "Eu tive que fazer uma cirurgia de emergência."

A mulher de 46 anos logo foi forçada a enfrentar a verdade que estava diante dela. "Jack era basicamente um vampiro de energia", ela explicou. "Quando morremos, é normal permanecer no reino ligado à Terra por um período, mas quando os espíritos permanecem por aqui por muito tempo, eles precisam de uma fonte de energia. E, infelizmente, Jack estava me usando como fonte de energia. Ele nunca aceitou a própria morte, então queria continuar vivendo através do meu corpo."

Bem versada no reino da posse e do apego ao espírito , Amanda teve pouca opção a não ser pedir o divórcio por exorcismo em dezembro de 2018.

Apesar da situação angustiante e da experiência de quase morte, ela tem poucos arrependimentos sobre seu casamento com um vampiro pirata de energia. "Eu acredito que tudo acontece conosco por um motivo", ela explicou. Felizmente, ela abandonou todas as formas de mediunidade após o incidente.

Provavelmente é o melhor.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários