.
Sean Gardner/Divulgação
Bourbon Street no French Quarter em Nova Orleans, Louisiana


Quarenta e uma pessoas testaram positivo para o novo coronavírus depois de participarem de uma convenção de swing - troca de casais em relações sexuais - em Nova Orleans, EUA.

O encontro, chamado "Naughty in N’awlins", contou com cerca de 250 pessoas reunidas na cidade em meados de novembro. Um dos swingers infectados foi hospitalizado em estado grave , de acordo com o organizador do evento, Bob Hannaford, que abordou o surto em uma postagem de blog.


"Se eu pudesse voltar no tempo, não produziria este evento novamente", escreveu Hannaford. "Eu não faria isso de novo se soubesse o que sei agora. Isso pesa sobre mim e continuará pesando sobre mim até que todos estejam 100% melhores."

Em sua postagem no blog, Hannaford disse que o distanciamento social foi imposto na convenção de swingers e diários de contato foram mantidos. Ele disse que os participantes foram testados para coronavírus antes de chegar, e 50% já tinham anticorpos.

Hannaford atribuiu o surto à complacência à medida que o evento de vários dias chegava ao fim. "Quando entramos em contato com as pessoas positivas, fizemos várias perguntas para encontrar mais casos positivos em potencial e tentar descobrir onde ocorriam os maiores riscos", disse Hannaford.

"Em quase todos os casos, eles admitiram para nós que foram muito diligentes nos primeiros dois dias e depois relaxaram um pouco. Então, disseram 'Que se dane, é o nosso último dia' e muitos admitiram seu esforço relaxado naquele último dia é provavelmente o motivo pelo qual eles acabaram sendo positivos."

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários