Gaivota
Pixabay
Condenação ocorreu por conta de ato vigente no País de Gales que defende e protege a vida selvagem

Um idoso de 68 anos foi julgado e condenado a pagar multas que totalizaram mais de R$ 7 mil após matar intencionalmente uma gaivota que havia roubado seu lanche.

Segundo informações do jornal britânico Metro, o caso aconteceu ainda no início do ano na região de Rhyl, uma cidade litorânea que fica no condado de Denbighshire, no País de Gales. John Nicholson foi flagrado por câmeras de segurança agredindo uma gaivota com sua bengala logo após ter sido furtado pelo animal. Testemunhas disseram ainda que, logo após o ataque, ele retornou tranquilamente ao pub em que estava para terminar de tomar sua bebida.

Morador do vilarejo de Gronant, Nicholson chegou a ser preso pela polícia após as agressões devido a um ato existente no país, conhecido como Ato de Vida Selvagem, que protege especificamente as aves no País de Gales. Entretanto, foi liberado com a ordem de se apresentar a um juri quando fosse convocado.

Nesta semana, ao ser intimado a comparer em uma corte do tribunal de Llandudno para prestar esclarecimentos sobre o caso, que também contou com um episódio de comportamento abusivo com um policial, o idoso não apareceu.

Assim, após assistir ao vídeo que mostra os golpes desferidos pelo acusado, o juiz Alwyn Lloyd Ellis disse que "as imagens mostram claramente que ele teve a intenção de matar o animal ", definindo pela aplicação das multas na condenação.

Ainda de acordo com a publicação, Nicholson foi considerado culpado pela morte da gaivota e também por desacato à autoridade, o que lhe valeu duas multas de 180 libras (cerca de R$ 1300), além da obrigatoriedade de arcar com os custos do julgamento, que ficaram em 652 libras (quase R$ 4,7 mil).

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários