.
Reprodução
Kaleb Franks Toma insulina diariamente e teme contrair a doença na prisão


Um suspeito ​​de conspiração de sequestro nos EUA está pedindo ao juiz que reconsidere sua decisão de mantê-lo encarcerado: ele está preocupado em  contrair a Covid-19 na prisão .


Kaleb Franks enfrenta acusações relacionadas ao que o FBI diz ser um complô para sequestrar a governadora de Michigan, Gretchen Whitmer. Ele tem diabetes e colesterol alto, toma insulina diariamente e teme contrair o novo coronavírus.

O réu, de 26 anos, afirma que não vai fugir e que ele não é uma ameaça à sociedade, apesar da conclusão da setença, proferida no dia 13 de outubro, afirmar que "ele continua sendo um perigo para a comunidade".

De acordo com depoimentos e registros do tribunal, Franks fazia parte de uma operação de vigilância fora da casa de Whitmer e foi um dos cinco suspeitos que dirigiram para uma reunião na esperança de comprar explosivos e equipamento tático, apenas para ser preso no que acabou por ser uma armação do FBI.

Mas Scott Graham, advogado que representa Franks, argumenta que seu cliente não representava uma ameaça real para ninguém e merece ser solto sob fiança.

Graham espera mudar a opinião do juiz, citando os seguintes detalhes sobre a vida de Frank que ele acredita pesarem a favor de libertá-lo : ele é dono de sua própria casa em Waterford; tinha um bom emprego ajudando viciados em drogas e álcool antes de sua prisão; mora com a noiva e a mãe, ambas com ficha limpa, e conta com o apoio da família.

    Veja Também

      Mostrar mais