Além de ter duas cabeças%2C o tubarão também possui outros órgãos duplicados.
Edris Queiroz/Divulgação
Além de ter duas cabeças, o tubarão também possui outros órgãos duplicados.

Pescadores encontraram um tubarão de duas cabeças no litoral de São Paulo, entre Itanhaém e Peruíbe. O animal tem também duas colunas vertebrais, dois corações e dois fígados. As informações foram dadas pelo UOL .

O professor e biólogo Edris Queiroz, do Instituto de Biologia Marinha e Meio Ambiente (Ibimm), participa de uma pesquisa que envolve o tubarão de duas cabeças. Segundo Queiroz, este é o primeiro tubarão galhudo gêmeo siamês encontrado na natureza. 

O professor afirma que os problemas ambientais podem ser um dos elementos causadores da anomalia . Isso porque tubarões são acumuladores de toxinas, como metais pesados, e estão no topo da cadeia alimentar, o que pode levá-los a ingerir animais contaminados.

Uma explicação alternativa envolve questões genéticas ligadas aos hormônios. Outra hipótese diferente das já mencionadas está relacionada à possibilidade da fêmea ter colocado mais ovos do que o ideal, fazendo com que eles ficassem muito grudados e se fundissem.

Edris Queiroz diz também que tubarões de duas cabeças não costumam ter vida longa, porque são uma presa fácil. Estima-se que o animal encontrado no litoral paulista tinha por volta de dois meses. Ele já comia e tinha dentes afiados.

Além de Edris Queiroz, a pesquisa também conta com a bióloga Luana Felix e os professores Eduardo Malavasi e Alberto Amorim. Queiroz alerta para a importância das pessoas notificarem instituições científicas ao encontrarem animais raros .

"É importante que as pessoas avisem as instituições científicas , para que haja uma análise fisiológica do animal, para que sejam feitos exames dos órgãos internos e, assim, para se verificar se tem algo influenciando essas ocorrências", afirma o professor.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários