lula
Reprodução
Este cefalópode de aparência estranha mede cerca de sete centímetros, tem oito braços, dois tentáculos e um par de olhos salientes


As conchas das  lulas chifres de carneiro ( Spirula spirula ) são pequenas e delicadas estruturas em espiral que podem ser encontradas regularmente em praias de todo o mundo. No entanto, as proprietárias dessas conchas são extremamente esquivas e até agora não existia nenhuma imagem delas em sua atividade normal.


Recentemente, um veículo operado remotamente (ROV) registrou a primeira filmagem delas em seu habitat natural , na Grande Barreira de Corais, Austrália, a uma profundidade de aproximadamente 850 a 860 metros. O registro foi compartilhado pelo Instituto Schmidt Ocean na segunda-feira (26) ao vivo do fundo do mar, o maior e menos explorado habitat em nosso planeta.


Embora existam inúmeras espécies de águas profundas nunca antes vistas em suas águas naturais, este recente encontro casual deixou os cientistas especialmente animados . A lula com chifre de carneiro raramente é vista na natureza e é um dos cefalópodes mais incomuns que existe, medindo cerca de sete centímetros e possuindo oito braços, dois tentáculos e um par de olhos salientes.

Além do choco, esse é o único outro molusco conhecido que contém uma concha interna com câmara para mantê-lo flutuante. "Há muito tempo que procuro por isso ", disse ao ScienceAlert o zoólogo Michael Vecchione, do Museu Nacional de História Natural Smithsonian. 

Embora Vecchione regularmente capture essa espécie das profundezas, às vezes abrigando-a em aquários, ele nunca viu imagens da lula em seu habitat natural. 

Além da raridade desse encontro , há um aspecto particularmente surpreendente na filmagem: a própria posição do animal, com sua cabeça e tentáculos flutuando para cima e suas nadadeiras apontando para baixo. "Muitas pessoas estão pirando porque a cabeça está erguida", diz Vecchione. "E a razão pela qual elas estão pirando é porque a concha com sua flutuabilidade está do outro lado da lula. Então, você pensaria que a cabeça, que é mais pesada, estaria pendurada."

Quando colocadas em um aquário, é assim que as lulas se orientam . Sua cabeça está voltada para baixo e seus tentáculos voltados para cima - portanto, pensava-se que a espécie assumia a mesma posição no fundo do mar.

    Veja Também

      Mostrar mais