Mulher que foi picada, sentada, posando ao lado do marido e segurando a cobra de 60 centímetros na mão
Arquivo pessoal/Emily Hinds
"Senti como se fosse um grampo de cabelo preso ao lado do olho direito do rosto”, relatou Emily

Emily Hinds, uma mulher de 42 anos, despertou ao ser picada na testa por uma cobra , na Austrália . A mulher precisou ser medicada por conta das perfurações, mas passa bem.

A australiana disse ao Daily Star que estava dormindo na cama e sentiu "como se fosse um grampo de cabelo preso ao lado direito do rosto". Porém, Emily conta que no estado sonolento em que estava, começou a refletir: "como um grampo entrou na minha cama, abriu e fechou sozinho no meu rosto? Então descobri que algo havia me picado, provavelmente um inseto", afirma.

O incidente aconteceu em Coolalinga, no Território do Norte. Ao tocar o rosto, Emily sentiu algo frio e suspeitou que se tratasse de uma cobra. O marido, Jason, não acreditou na mulher até acender a luz do quarto e ver uma serpente de 60 centímetros.

“Olhei no espelho e vi quatro marcas com sangue acima do meu olho direito. Não foi doloroso, foi mais como uma pinça áspera no meu rosto, mas acho que porque eu estava dormindo na hora, não avaliei bem toda a sensação”, disse Emily.

marca de picada de cobra na testa da mulher
Arquivo pessoal/Emily Hinds
O primeiro pensamento de Emily foi que um grampo de cabelo estivesse beliscando sua testa.

A vítima precisou ser medicada com antibióticos, por causa das perfurações na pele, mas felizmente a cobra, da espécie píton, não era venenosa.

    Veja Também

      Mostrar mais