lombriga
Divulgação/The American Society of Tropical Medicine and Hygiene
O animal permaneceu vivo ainda após a retirada


Quando uma mulher de 25 anos de idade, no Japão, foi ao hospital com dor de garganta, ela não esperava que a causa do incômodo fosse tão vívida. Os médicos descobriram que havia uma lombriga alojada na amígdala da jovem. 


Um exame mais detalhado mostrou que o bicho era da espécie parasitária chamada Pseudoterranova azarasi, com  4 cm de comprimento. A paciente relatou que estava sofrendo de dor e irritação na garganta há cinco dias , iniciada após consumir sashimi , um prato de peixe cru.

Ela se recuperou rapidamente depois que a equipe médica removeu o verme com uma pinça, de acordo com o estudo de caso publicado no American Journal of Tropical Medicine and Hygiene.

Os autores da pesquisa, do Hospital Internacional St. Luke em Tóquio, observaram que o parasita é incomum, mas pode infectar humanos que consomem peixe cru, incluindo sushi e sashimi.

Essa espécie pode  contaminar a área da garganta, causando dor, sensação de formigamento e tosse.

    Veja Também

      Mostrar mais