mudança
Reprodução/Instagram(ipaulypaul)
O britânico teve a língua bifurcada, implantou um plug de 3,8 centímetros de diâmetro no lábio inferior e ganhou um buraco em cada narina


O gerente de estúdio coberto por tatuagens, Paul Matthew, 43, da Inglaterra, recorreu às modificações corporais como forma de combater a depressão . Depois de terminar um relacionamento de oito anos em 2005, Paul se viu morando sozinho em casa e sofrendo.

O homem deixou o emprego na área de marketing digital e se inscreveu em um site de modificação corporal , onde conheceu sua agora esposa Rachel, 39. Eles estão casados ​​há 12 anos. A mudança favorita de Paul é a sua infinidade de tatuagens, mas essa é apenas a ponta do iceberg.

O entusiasta da tatuagem teve sua língua dividida, perfurada e esticada - sua modificação mais dolorosa . "Recebo algumas reações hilárias. Muitas vezes, me pedem selfies e as pessoas tendem a demorar muito tempo olhando para minha cabeça e meu rosto", conta.

Paul foi além e colocou implantes 3D de silicone no crânio e em suas mãos, um plug de 38 mm no lábio, nas minhas narinas, alargadores de 16 mm e no septo, uma peça de 8 mm. "Desde criança, sou atraído pela arte corporal", relata Paul. "Meus pais eram conservadores e não gostavam."

Mas ele acredita que os interessados ​​em modificações corporais devem abraçar sua paixão . "Não sei por que a sociedade marginalizou algo intrínseco dentro de nós - considerando que eles exumaram corpos mumificados tatuados de 1.500 anos atrás. É inerente à humanidade ", diz ele.

"Você precisa ser um personagem forte e confiante para viver com as perguntas e mudar a percepção das pessoas", afirma.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários