mulher arrow-options
Reprodução/Facebook
A mulher, que estava internada, foi encaminhada para uma funerária local



Uma mulher paraguaia levou o maior susto sua vida ao acordar em um saco para cadáver, depois de ser declarada morta . Gladys Rodríguez Duarte, 50, já estava sendo preparada o velório, quando percebeu o que estava acontecendo.

No sábado (11), ela foi levada à Clínica San Fernando, na cidade de Coronel Oviedo, porque sua pressão estava alta, de acordo com o jornal Mail Online. Cerca de duas horas depois de sua chegada, um médico confirmou a morte de Gladys ao marido, Maximino Duarte Ferreira, e à filha, Sandra Duarte. 

A mulher foi examinada pelo médico Heriberto Vera, que a declarou morta às 11h20, informou a Polícia do Paraguai. A paciente, que tem câncer de ovário, foi transportada para uma funerária local, onde funcionários ficaram chocados ao descobrirem que ela estava viva .

O marido disse à rede de televisão paraguaia TV Aire que o "médico assumiu que ela estava morta e a entregou nua, como um animal com sua certidão de óbito. Ele nem tentou ressuscitá-la."

O proprietário da Funerária Duarte disse aos policiais que "os funcionários da encontraram a sra. Rodríguez Duarte se mexendo dentro do saco quando chegaram à empresa."

Gladys foi imediatamente levada para uma das instalações médicas do Instituto de Assistência Social do Paraguai e colocada em observação, mas seu estado de saúde atual não foi divulgado .


    Veja Também

      Mostrar mais