A faca foi retirada no Hospital Shandong Qianfoshan, na China, que descreveu o caso como um 'milagre'
AsiaWire
A faca foi retirada no Hospital Shandong Qianfoshan, na China, que descreveu o caso como um 'milagre'



Uma faca enferrujada, de 10 cm, ficou presa dentro da cabeça de um chinês  durante 26 anos . O mais impressionante é que a lâmina ficou no mesmo lugar desde quando o paciente, de 76 anos, foi violentamente assaltado em 1994.

Em 2012, o homem, conhecido apenas como Sr. Duorijie, procurou atendimento médico depois que começou a sofrer de uma dor de cabeça crônica. Mas a faca foi mantida em sua cabeça porque acreditava-se que representaria uma ameaça à sua vida caso fosse removida.

A lâmina foi finalmente retirada no Hospital Shandong Qianfoshan, na China, que descreveu o caso como um " milagre ". As imagens fornecidas pela instalação em Jinan, capital da província de Shandong, mostram a lâmina intacta na parte de trás da cabeça do idoso.

Duorijie, que é do condado rural de Haiyan, na província de Qinghai, noroeste do país, passou por dois procedimentos nos dias 2 e 8 de abril. No final de março, ele voou mais de mais de 5 mil quilômetros para fazer o tratamento , já que as instalações médicas locais eram limitadas para esse tipo de procedimento.  

Você viu?

Zhang Shuxiang, um dos médicos que operou Duorijie, disse: "Quando o encontramos em uma visita médica a Qinghai, descobrimos que especialistas haviam decidido por um tratamento mais conservador, prescrevendo apenas analgésicos. Mas seus sintomas começaram a ser cada vez mais graves e insuportáveis ", disse.

Segundo o médico, os efeitos neurológicos em Duorijie incluíam perda de visão no olho direito e paralisia quase total no braço e perna esquerdos. 

Felizmente, de acordo com Zheng, o paciente está se recuperando bem . As dores de cabeça sumiram e ele recuperou a visão total no olho direito.  "Eu não conseguia rir, bocejar ou tossir. Os médicos me deram uma segunda chance na vida e acabaram com um pesadelo de mais de 20 anos", afirmou Duorijie.



    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários