muro de casa
DailyMail/Reprodução
Muro da casa facilitava invasão

A britânica Leah McCaw diz ter vivido cenas que poderiam pertencer ao roteiro de um filme de terror. Mãe de três crianças, ela conta que, durante meses, precisou conviver com as queixas frequentes de que os filhos viam um fantasma no andar de cima da casa.

Ao portal DailyMail, ela conta que a realidade era ainda mais assustadora: durante todo o tempo, a casa era invadida pelo vizinho da família, um homem de 29 anos. “Chegamos em um ponto em que meus filhos não iam sozinhos ao banheiro do andar de cima, pois tinham medo do fantasma. Eu achei que era uma fase ou influência dos videogames”, conta ela.

Leia também: Surfista dá soco em olho de tubarão para escapar de ataque

Leah diz que, após divorciar-se do marido - e pai das crianças - priorizou por uma vizinhança calma e fez questão de conviver com os vizinhos da melhor maneira possível. “Minha vizinha mais próxima é uma senhora idosa a quem eu sempre ajudei com as compras e na limpeza do quintal”, diz.

O que ela não sabia, porém, é que a vizinha tinha um filho vivendo em sua casa em segredo. “Eu comecei a suspeitar por ouvir a televisão ligada nos momentos em que sabia que ela estava fora, por exemplo, mas imaginei que ela estivesse se esquecendo das coisas”, conta ela.

Leia também: Imagem de arrepiar mostra menina fantasma espiando garçonete

Ainda segundo Leah, as casas dividiam a mesma parede, o que tornava fácil escalar o muro de uma para a outra e ter acesso à casa pela janela do quarto de uma das crianças.

As queixas das crianças começaram a fazer sentido quando, em uma das noites de susto, Leah viu uma sombra se mexer no andar de cima. “Por um momento eu pensei que estava começando a acreditar nas histórias dos meus filhos. E então, fui checar com meus próprios olhos. Meu coração estava acelerado”, diz ela.

Assim como nos filmes de terror, a mãe diz que se sentiu paralisada ao abrir a porta do seu próprio quarto e encontrar um homem de carne e osso olhando para ela. “Eu não conseguia me mexer, então ele se aproximou de mim, fechou minha boca e disse para eu não gritar”, recorda.

Leia também: Boneca assombrada assusta colecionador ao "ganhar vida"; assista vídeo

Leah ainda conta que, quando teve coragem de reagir, “sentiu uma força sobrenatural que a dizia para proteger sua família”. “Eu lembrei que meus filhos estavam no andar de baixo e, quando respirei fundo, atingi um soco na cara dele”, diz. A agressão não imobilizou o criminoso, mas ofereceu tempo para que a mãe e as três crianças corressem para a rua.

“Meu outro vizinho ouviu os gritos de socorro e ligou para a polícia, quando eles chegaram, não havia mais ninguém lá”, conta ela. Leah disse que cerca de duas semanas foram necessárias para que a polícia concluísse as buscas.

“Foi um alívio quando aconteceu, finalmente consegui dormir novamente”, diz. “O problema é que nós descobrimos a frequência com que ele fazia isso. Me arrepio de pensar em um pervertido invadindo o quarto da minha filha todas as noites”.

Peter Hornby, um homem de 29 anos, foi preso por roubo e agressão condenado a dois anos e meio de prisão. Hoje, Leah diz que os filhos continuam com medo de algumas áreas da casa. “Me parte o coração precisar explicar que não se trata de nenhum fantasma debaixo da cama, mas que existem monstros no mundo real”, diz ela.

    Leia tudo sobre: casa

    Veja Também

      Mostrar mais