Tamanho do texto

Caso foi registrado nas Filipinas. Segundo polícia, rapaz disse estar bêbado, com fome e ficou irritado após mulher tentar conversar com ele em inglês

homem com rosto borrado arrow-options
Polícia da Tailândia / Reprodução
Homem confessou crime após ser preso

Um homem de 21 anos foi preso na ilha de Mindanao, nas Filipinas , após decapitar uma mulher e comer partes do cérebro dela. Lloyd Bagtong foi descoberto pela polícia após o corpo da vítima, que ainda não foi identificada, ser achado sem cabeça nas imediações da casa dele.

Testemunhas acharam as roupas do cadáver semelhantes às de uma mulher que andava com Lloyd momentos antes. Assim, a polícia chegou até o rapaz.

Ele confessou o crime imediatamente, dizendo que estava bêbado e com fome quando a vítima apareceu. O suspeito, então, pegou uma machadinha que estava presa à calça dele e desferiu golpes na vítima. Ele arrancou a cabeça dela, enrolou em uma peça de roupa da própria mulher e levou para casa.

Leia também: Mulher finge gravidez e é presa com "bebê" de 4 kg de maconha

O rapaz confessou, ainda, que cozinhou arroz e comeu junto com pedaços do cérebro dela. A suspeita da polícia é de que o homem tenha problemas mentais. “O suspeito disse que matou a vítima porque ela estava falando inglês. Isso provavelmente irritou ele", afirmou em entrevista ao jornal Strait Times Asia o chefe da polícia local, Capitão Maribeth Ramoga.

Agora, a polícia trabalha na identificação da vítima e aguarda que parentes ou amigos procurem as autoridades e identifiquem o corpo da mulher . A suspeita é de que ela seja turista. O rapaz está preso e aguarda julgamento por assassinato.