Tamanho do texto

Richard Marriott caçava no Big Horn Park em Kremmling, no Colorado, quando foi surpreendido pelo felino: "Nem acredito que isso tudo aconteceu"

Puma arrow-options
Richard Marriott
Usando uma faca e uma pedra, Richard Marriott conseguiu sobreviver ao ataque do puma

Um caçador norte-americano sobreviveu a um ataque de um dos animais mais perigosos da natureza na última semana. Richard Marriott, que procurava por alces no Big Horn Park em Kremmling, no estado do Colorado, Estados Unidos, na semana passada, foi surpreendido por um puma e por muito pouco não foi dominado pelo animal.

Leia também: Jacaré escala cerca de base militar nos EUA e viraliza na web; assista

Para se defender no feroz ataque do puma , no entanto, Marriott não usou seu rifle, que não estava montado. Ele teve que recorrer a uma faca e a pedras. "Eu nem acredito que isso tudo aconteceu", contou o caçador, que utilizou a lâmina contra o rosto do animal e depois usou pedras para assustar o felino.

"Ele se aproximou de mim por trás e eu acabei tropeçando em um tronco. Quando o animal estava chegando perto da minha perna eu consegui usar a faca", conta Marriott, que ainda tirou uma foto com o felino ferido.

O homem ainda disse que costuma levar uma pistola para suas caçadas , mas que havia esquecido nesta viagem. "Eu com certeza gostaria de ter uma arma comigo naquele momento. Eu provavelmente conseguiria assustar o puma", afirma.

Leia também: Cachorro alado? Conheça o morcego gigante que parece com um cão

Se o final acabou sendo feliz para o caçador, o animal não teve a mesma sorte. No dia seguinte ao ataque, os guardas do parque localizaram o puma e mataram o felino a tiros. De acordo com o parque, a prioridade do local é preservar a vida humana.