Tamanho do texto

Segundo investigações, não se trata de série de crimes, mas sim de um descarte ilegal feito por um hospital localizado na cidade de Khabarovsk

A polícia de Khabarovsk, na Rússia, encontrou uma bolsa com 54 mãos humanas no canal de um rio da cidade, na quinta-feira (8). O achado macabro foi localizado nas margens do rio Armur, depois de outra mão ter sido vista sob a neve, e também próxima ao local.

Leia também: Homem fica com haste de plástico presa na uretra após brincadeira erótica

Os oficiais afirmam que ainda não tem informações concretas sobre a origem das mãos encontradas na Rússia , mas que tudo indica não se tratar de uma série de crimes brutais, como suspeitavam anteriormente, e sim de membros descartados de forma ilegal. De acordo com o jornal The Siberian Times , funcionários de uma instituição médica de Khabarovsk são investigados, sendo os principais suspeitos pelo descarte 'irresponsável’.

Polícia de Khabarovsk, na Rússia, acredita não se tratar de crimes brutais, e sim, de membros descartados de forma ilegal
Reprodução/The Siberian Times
Polícia de Khabarovsk, na Rússia, acredita não se tratar de crimes brutais, e sim, de membros descartados de forma ilegal

Vale mencionar que as suspeitas acerca dos funcionários do hospital começaram com a identificação de diferentes materiais utilizados em instituições médicas, principalmente em áreas esterilizadas, como protetores plásticos para sapatos e bandagens. Ainda segundo o jornal, o local é também frequentado por pescadores que vivem em bairros vizinhos, ficando aproximadamente 30 quilômetros da fronteira com a China. O caso permanece sendo investigado e os oficiais não expuseram mais detalhes sobre o achado.

Leia também: Menino fica preso em elevador após urinar em botões e causar pane; assista

Casal canibal

Outro caso envolvendo restos humanos também aconteceu em terras russas. Um homem e uma mulher foram detidos sob a suspeita de terem assassinado, esquartejado e se alimentado do corpo de pelo menos 30 pessoas , na cidade de Krasnodar.

Partes dos corpos foram guardadas em potes e congeladas pelo casal
Reprodução/east2west news
Partes dos corpos foram guardadas em potes e congeladas pelo casal

O casal foi preso por canibalismo depois que a polícia fez uma busca na casa em que eles moravam e encontrou restos humanos na geladeira. De acordo com os policiais, sete pacotes com carne humana foram encontrados no congelador da casa.  A dupla confessou que guardava as partes das vítimas na geladeira para, depois, consumi-las.

Leia também: Mulher grita "eu sou Deus" e tenta abrir porta de avião durante voo; assista

Durante a busca, a polícia da Rússia encontrou ainda alguns fragmentos de pele, identificando somente sete dos 30 corpos. No interrogatório o casal afirmou ter matado duas pessoas, mas negou o consumo de carne humana .