Draghi renunciou oficialmente nesta quinta-feira
Reprodução/ANSA - 21.07.2022
Draghi renunciou oficialmente nesta quinta-feira

Primeiro país a se manifestar de forma oficial após a renúncia de Mario Draghi do cargo de premiê da Itália nesta quinta-feira (21), a França afirmou que agora se abre um "período de incerteza" dentro da União Europeia.

"Quando temos uma Europa sólida, ninguém tenta atacá-la. A Itália entrará agora em um período em que talvez estará um pouco menos estável que aquele que tínhamos em precedência. Quero agradecer a Mario Draghi que é um estadista excepcional, um parceiro da França. Nós vimos o quanto trabalhamos bem juntos. Ele é um pilar da Europa", disse a secretária de Estado para Assuntos Europeus, Laurence Boone.

Sobre o "período de incerteza", a representante do governo de Emmanuel Macron ressaltou que "períodos assim não nos deixam tranquilos nunca".

"Mas, eu lembro que durante a Covid-19, que também foi um período de incerteza, nós soubemos fazer uma dívida comum [com o plano de retomada Próxima Geração] e isso fornece à União Europeia uma base muito forte. Um endividamento comum e solidário que permite ajudar os países mais atingidos", acrescentou ainda a ex-economista-chefe da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).

Draghi renunciou oficialmente nesta quinta-feira após ver sua base de apoio derreter em uma votação de confiança no Senado. Agora, está nas mãos do presidente do país, Sergio Mattarella, decidir os próximos passos, que devem levar às eleições antecipadas ou a um governo técnico até o início de 2023.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo. Siga também o  perfil geral do Portal iG.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários