Pessoas protestam no Reino Unido com cartazes
Reprodução/Flickr Reggie McLarhan - 07.06.2022
Pessoas protestam no Reino Unido com cartazes

Com a renúncia do ex-primeiro ministro do Reino Unido, Boris Johnson, na manhã desta quinta-feira (7), o mundo se depara com um pergunta; 'Quem poderia sucedê-lo'?. Entre os possíveis candidatos ao cargo político mais alto do Reino Unido refletem uma mudança da 'cara' do Partido Conservador .

Nos últimos dias, mais de 40 ministros e secretários pediram demissão, o que ajudou a forçar o ex-primeiro ministro a deixar o cargo. Johnson disse em pronunciamento na manhã desta quinta (07), que 'lutou' para manter o mandato, mas o esforço parece ter sido em vão. 

"Eu lutei tanto nos últimos dias para manter esse mandato, pessoalmente, não só por que eu queria fazê-lo, eu queria manter o meu trabalho, o meu dever, e a minha obrigação com vocês para continuar o que eu prometi em 2019, e é por isso que eu mantenho os compromissos deste governo", disse.

"Ao povo britânico, eu sei, que há muitas pessoas que estão aliviadas e algumas também decepcionadas, e eu estou muito triste de deixar o melhor trabalho do mundo", completou.

Nenhum nome foi decidido até o momento, porém Johnson, que se viu obrigado a deixar o cargo após a onda de renúncias que tomou conta do governo, tem seus candidatos substitutos preferidos. 

Veja alguns dos nomes mais cotados para substituir Johnson:

Rishi Sunak
Reproducao: Facebook

Rishi Sunak

Rishi Sunak -  Ex-ministro das Finanças, Jeremy Hunt, do Partido Conservador, foi elogiado por elaborar um pacote de resgate para a economia durante a pandemia da Covid e, até o ano passado, era o favorito para suceder a Johnson. Anteriormente, atuou como Chanceleer do Tesouro, entre 2020 e 2022, e como Secretário-Chefe do Tesouro, entre 2019 e 2020.

Liz Truss
Reproducao: Facebook

Liz Truss

Liz Truss - Conservadora, Lizz Struss, é Secretária das Relações Exteriores desde o ano passado e Ministra para Mulheres e Igualdadedes desde 2019. Ao longo de sua trajetória política, atuou em vários cargos de gabinete sob os primeiros-ministros além de Boris Johnson, como David Cameron e Theresa May. Sua defesa de sanções contra os oligarcas russos no início da guerra na Ucrânia foi amplamente reconhecida pelo público.

Jeremy Hunt
Reproducao: Facebook

Jeremy Hunt





Jeremy Hunt - Foi derrotado por Johnson na última disputa pela liderança do partido, em 2019, mas chegou a ser o favorito das casas de apostas para o cargo mais alto. Depois da derrota, se mudou para as bancadas do Parlamento e fez duras críticas às políticas de combate à pandemia do governo. Apesar de ser conservador, se opunha ao Brexit no passado e, por isso, tem a antipatia de alguns outros membros do partido.

Sajid Javid
Reproducao: Facebook

Sajid Javid

Sajid Javid  - Ocupou uma série de cargos no gabinete de Johnson e de seus antecessores Theresa May e David Cameron. Era secretário da Saúde até terça-feira, quando renunciou ao cargo. Javid é filho de imigrantes paquistaneses que chegaram à Grã-Bretanha na década de 1960 e, ao contrário de muitos de seus colegas conservadores, vem de origem humilde.

Nadhim Zahawi
Reprodução
Nadhim Zahawi

Nadhim Zahawi - Impressionou pela atuação como ministro das Vacinas no auge da pandemia. À época, o Reino Unido se destacou com uma das campanhas de imunização mais rápidas do mundo. No passado, o conservador foi ex-secretário de Educação e, nesta quinta-feira (7), renunciou ao cargo de ministro das Finanças, ao qual ele havia sido nomeado por Johnson na terça (5).

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários