Cerca de 2 mil pessoas se aproximaram da barreira de Melilla no início da manhã
Reprodução - 24.06.2022
Cerca de 2 mil pessoas se aproximaram da barreira de Melilla no início da manhã

Pelo menos 18 migrantes morreram e 76 ficaram feridos em uma tentativa massiva de entrar no território espanhol de Melilla, na fronteira com o Marrocos, nesta sexta-feira (24).

O episódio foi registrado na área de Nador, uma província que faz fronteira com Melilla, e deixou 140 policiais marroquinos feridos. As cinco vítimas perderam a vida no meio da multidão.

Segundo as autoridades espanholas, cerca de 2 mil pessoas se aproximaram da barreira de Melilla no início da manhã e, duas horas depois, mais 500 subsaarianos tentaram quebrar a porta de acesso do posto de controle fronteiriço. Ao todo, 130 migrantes homens conseguiram entrar na cidade.

Imagens de uma ONG local transmitidas pela televisão pública da Espanha mostraram dezenas de pessoas no chão, empilhadas umas às outras, que foram detidas pela polícia marroquina.

O governo espanhol em Melilla relatou que muitos migrantes eram "violentos e organizados". A ação ocorreu "apesar do amplo dispositivo das forças marroquinas, que colaboram ativamente e de forma coordenada com as forças de segurança do Estado espanhol", segundo comunicado oficial.

Esta foi a primeira tentativa substancial de entrada em massa na Espanha registrada em Melilla desde que, em março passado, Madri e Rabat anunciaram uma "nova fase" das relações bilaterais, colocando fim a uma longa crise diplomática.

O imbróglio entre Espanha e Marrocos teve início depois que o líder dos independentistas saarauis da Frente Polisário, Brahim Ghali, foi recebido em abril de 2021 em Madri para tratar a Covid-19.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo. Siga também o  perfil geral do Portal iG.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários