Motim ocorreu após duas facções rivais entrarem em conflito
Reprodução/Ministério do Interior do Equador
Motim ocorreu após duas facções rivais entrarem em conflito


Um motim realizado em uma prisão no Equador deixou ao menos 43 mortos nesta segunda-feira (9). O Centro de Reabilitação Social de Santo Domingo, onde ocorreram os distúrbios, está localizado a cerca de 80 quilômetros de Quito, capital do país.

A desordem foi gerada após duas facções rivais, "R7" e "Los Lobos", entrarem em confronto no local. A SNAI, aturidade penitenciária do país, precisou acionar alguns protocolos de segurança para controlar a situação.

Por meio das redes sociais, o Ministério do Interior do Equador afirmou que as forças de segurança do país já assumiram o controle do pavilhão onde ocorreu o motim.

O presidente equatoriano, Guillermo Lasso, prestou condolências aos familiares dos mortos, e ressaltou que o motim foi resultado da violência das gangues no país. 

Durante o tumulto, cerca de 110 detentos tentaram escapar da prisão, mas a polícia local conseguiu deter a fuga ainda dentr do presídio.

Mais de 350 presos morreram no Equador desde fevereiro de 2021, período onde foram realizados um total de cinco motins nas prisões do país. Em abril, ao menos 20 detentos morreram dentro do presídio El Turi em Cuenca, no sul do Equador.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários