Freira colombiana foi mantida em cativeiro por 4 nos no Mali
Tânia Rêgo / Agência Brasil - 08/05/2020
Freira colombiana foi mantida em cativeiro por 4 nos no Mali

Papa Francisco autorizou gastos de um milhão de euros (equivalente a R$ 5,2 milhões de reais na cotação atual) para libertar uma freira colombiana, que foi mantida em cativeiro por mais de quatro anos no Mali antes de ser solta em 2021. 

As informações, divulgadas nesta quinta-feira (5), foram ditas por um cardeal em um tribunal do Vaticano.

O cardeal Angelo Becciu, a única autoridade eclesiástica entre 10 réus em um julgamento de corrupção que começou em julho do ano passado, também testemunhou que não teve relações impróprias com uma italiana que foi intermediária na operação para libertar a freira.

A irmã Gloria Cecilia Narvaez foi sequestrada pela Frente de Libertação Macina, um grupo ligado à Al Qaeda no Mali, em fevereiro de 2017.


Becciu testemunhou que Cecilia Marogna, que ele conheceu em 2016 e que também é réu no julgamento, o colocou em contato com uma empresa de risco e inteligência com sede em Londres em 2018 para descobrir uma maneira de ganhar sua liberdade.

O cardeal disse que disse ao Papa que a operação, incluindo o estabelecimento de uma "rede de contato" e um eventual resgate, custaria no máximo cerca de um milhão de euros.

"Ele aprovou. Devo dizer que todas as fases dessa operação foram aprovadas pelo Santo Padre", testemunhou Becciu.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários