Primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson
Reprodução / CNN Portugal - 11.04.2022
Primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson

Líderes de diversos países felicitaram Emmanuel Macron pela sua reeleição na França. Projeções apontam vitória do candidato sobre Marine Le Pen no segundo turno das eleições.

O primeiro-ministro do Reino Unido Boris Johnson foi às redes sociais felicitar o candidato que representa a centro-esquerda do país pelo triunfo.

"Parabéns a Emmanuel Macron pela sua reeleição como Presidente da França. A França é um dos nossos aliados mais próximos e importantes. Estou ansioso para continuarmos trabalhando juntos nas questões que mais importam para nossos países e para o mundo", escreveu ele em inglês, replicando a mensagem logo depois em francês.




O chanceler alemão, Olaf Scholz, foi outra liderança a comemorar a vitória de Macron. Ele afirmou estar satisfeito com o resultado das urnas na França.




Justin Trudeau, primeiro-ministro do Canadá, ressaltou a parceria com o francês na defesa da democracia e no combate às mudanças climáticas.

Leia Também




Assim como Trudeau, Iván Duque, presidente colombiano, reaaltou a defesa dos valores democráricos e também a luta pela proteção do meio ambiente ao parabenizar Macron.

Leia Também


Segundo as projeções das pesquisas após o fechamento das urnas, o atual presidente deve ser reeleito com 58,2% dos votos, ante 41,8% de Marine Le Pen.

Leia Também

Os números correspondem às seções eleitorais que se encerraram às 19h (14h no horário de Brasília), uma hora antes do encerramento dos votos nas grandes cidades francesas.

Macron será o primeiro presidente reeleito na França desde Jacques Chirac, que governou o país de 1995 a 2007. Essa será a quarta reeleição no país na chamada Quinta República, período francês que teve início em 1958.

'Vitória de Macron é ótima notícia para toda UE', diz Draghi

O primeiro-ministro da Itália, Mario Draghi, comemorou neste domingo (24) a vitória de Emmanuel Macron nas eleições presidenciais da França e afirmou que sua reeleição "é uma notícia maravilhosa para toda a Europa".

"Itália e França estão empenhadas lado a lado, juntamente com todos os outros parceiros, na construção de uma União Europeia mais forte, mais coesa, mais justa, capaz de ser protagonista na superação dos grandes desafios do nosso tempo, começando pela guerra na Ucrânia", declarou o premiê italiano.

Draghi desejou suas sinceras felicitações pessoais e do governo italiano para Macron, que derrotou a candidata da extrema direita Marine Le Pen.

"Estamos prontos imediatamente para continuar a trabalhar juntos, com ambição e determinação, ao serviço dos nossos países e de todos os cidadãos europeus", acrescentou.

Além de Draghi, o chanceler italiano, Luigi Di Maio, parabenizou o presidente francês e desejou bom trabalho, ressaltando que "só com um forte impulso pró-europeu poderemos continuar, todos juntos, batalhas importantes em apoio aos cidadãos, também na Europa".

Já o ex-ministro do Interior da Itália Matteo Salvini enviou uma mensagem em solidariedade a Le Pen. "Parabéns a Marine Le Pen.

Sozinha contra todos, consistente e sorridente, você conseguiu o voto de 13 milhões de franceses, uma porcentagem nunca vista no passado", escreveu no Twitter, enfatizando que eles vão seguir juntos por uma Europa fundada sobre trabalho, família, segurança, direitos e liberdade".

(*com informações da ANSA)

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários