Ucrânia já encontrou mais de mil corpos na região de Kiev
Reprodução/Redes sociais - 13.04.2022
Ucrânia já encontrou mais de mil corpos na região de Kiev

As autoridades da Ucrânia já encontraram mais de mil corpos de civis na região da capital Kiev desde o início de abril.

O balanço foi fornecido neste domingo (17) pelo chefe da polícia local, Andriy Nebytov, que disse que a maior parte das vítimas foi morta por armas de pequeno porte, o que pode ser um indício de execuções em massa.

"Há crianças, inclusive pequenas, e adolescentes", declarou Nebytov, acrescentando que cerca de 200 pessoas continuam desaparecidas na região.

As tropas da Rússia deixaram os arredores de Kiev no fim de março para se concentrar na conquista do Donbass, no leste da Ucrânia, e sua retirada permitiu a descoberta de diversos indícios de crimes de guerra contra a população civil.

Em cidades como Borodyanka, Bucha e Irpin, as autoridades ucranianas encontraram corpos largados nas ruas, cadáveres com sinais de tortura e valas comuns com dezenas de mortos. Também há relatos de violência sexual contra mulheres.

Leia Também

A Rússia nega as acusações e diz que a Ucrânia montou uma "farsa" para prejudicar as negociações para um cessar-fogo.

Ataques

Apesar da retirada, a região de Kiev voltou a ser alvo de ataques aéreos no fim da semana passada, após a Ucrânia ter afundado um importante navio de guerra russo, o Moskva, no Mar Negro.

Novas explosões foram registradas neste domingo, e Moscou diz ter destruído uma fábrica de munições perto da cidade de Brovary, nos arredores da capital.

Nos últimos dias, a Rússia já havia bombardeado outras duas fábricas de equipamentos militares na região de Kiev, para onde os cidadãos começaram a voltar a partir do início de abril. 

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários