Coreia do Norte testa o lançamento do míssil Hwasong-12 - Imagem Ilustrativa
Reprodução/Pixabay
Coreia do Norte testa o lançamento do míssil Hwasong-12 - Imagem Ilustrativa

A Coreia do Norte testou um míssil balístico de alcance intermediário (IRBM) Hwasong-12. O último lançamento com a mesma capacidade de portar carga nuclear foi em 2017. A mídia estatal disse que agiu de forma a garantir a segurança dos países vizinhos e que a ogiva de teste foi equipada com uma câmera que tirou fotos enquanto estava no espaço. As imagens espaciais mostram a área ao redor da Península Coreana, através de uma lente de câmera redonda.

"O teste de disparo foi realizado com o objetivo de inspecionar seletivamente o míssil balístico de longo alcance superfície-superfície Hwasong-12 e verificar a precisão geral deste sistema de armas", disse a KCNA, uma agência de notícias coreana, que já havia informado que o míssil pode carregar uma "ogiva nuclear pesada de grande porte".

Enquanto isso, autoridades dos EUA e da Coreia do Sul demonstraram preocupação, alertando que o lançamento pode levar à retomada dos testes de mísseis intercontinentais e bombas nucleares.

O lançamento de domingo foi o sétimo realizado pela Coreia do Norte no mês, um dos mais movimentados de todos os tempos para o programa de mísseis da Coreia do Norte. A primeira divulgação sobre ele foi feita pela Coreia do Sul e pelo Japão, que condenaram-no como uma ameaça à segurança regional. O líder Kim Jong Un não teria participado do teste.

No domingo, o presidente sul-coreano, Moon Jae-in, disse que o lançamento deixa a Coreia do Norte um passo mais perto de eliminar totalmente uma moratória auto-imposta para testar seus mísseis balísticos intercontinentais de maior alcance (ICBMs, na sigla em inglês).

Leia Também

Os Estados Unidos também compartilham preocupações de que os crescentes testes de mísseis da Coreia do Norte possam ser precursores da retomada dos testes de armas nucleares e ICBMs, por meio da declaração de um alto funcionário dos EUA, na noite de domingo, enquanto solicitava Pyongyang a participar de negociações diretas sem pré-condições.

O teste "confirmou a precisão, segurança e eficácia operacional do sistema de armas do tipo Hwasong-12 produzido", disse a KCNA.

O Hwasong-12 tem um alcance estimado de 4,5 mil quilômetros, o que colocaria o território americano de Guam e o extremo Oeste da cadeia das Ilhas Aleutas do Alasca ao alcance, de acordo com o Centro de Estudos Estratégicos e Internacionais, com sede em Washington (CSIS, na sigla em inglês).

Em comparação, o maior e mais poderoso míssil que a Coreia do Norte testou até hoje é o Hwasong-15 ICBM, com um alcance estimado de 8,5 mil a 13 mil quilômetros, que pode ameaçar qualquer lugar nos Estados Unidos, disse o CSIS. O Hwasong-15 foi testado uma vez, em novembro de 2017.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários