Príncipe Andrew
Reprodução
Príncipe Andrew

A polícia britânica anunciou que não tomará nenhum tipo de medida contra o príncipe Andrew, filho da rainha Elizabeth II, por conta das  denúncias de abuso sexual feitas por Virginia Giuffre em agosto desse ano.

O caso ainda refere-se ao escândalo que envolveu o bilionário Jeoffrey Epstein, que se suicidou na prisão em 2019 após ser condenado por pedofilia e por tráfico sexual de menores. Giuffre entrou com uma ação neste ano acusando o membro da realeza de abusos entre 2000 e 2002, período que ela tinha entre 16 e 18 anos.

Segundo a Scotland Yard, os documentos relativos à denúncia foram analisados, "mas não será tomada nenhuma ação".

A falta de ação das autoridades britânicas, conforme informou o jornal "Times", estaria irritando o príncipe William, o segundo na linha sucessória do trono britânico, que afirmou ao pai, Charles, que a questão de Andrew pode "ameaçar totalmente a reputação da coroa".

Desde o fim de 2019, o príncipe está afastado de praticamente todos os eventos públicos da monarquia, com exceção do velório do príncipe Philip, seu pai. Agora, William estaria empenhado em afastar Andrew completamente de qualquer evento da realeza.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários