EUA: Nova York amanhece inundada e com 9 mortes em decorrência da tempestade Ida
Reprodução
EUA: Nova York amanhece inundada e com 9 mortes em decorrência da tempestade Ida

furacão Ida continua avançando pelo Atlântico Norte, causando fortes tempestades e inundações nos Estados Unidos. Na noite da última quarta-feira (01), os governadores de Nova York e Nova Jersey declararam estado de emergência, depois de inundações que deixaram pelo menos nove mortos. Foi a maior quantidade de chuvas que a cidade nova-iorquina registrou no últimos 152 anos, ou seja, desde 1869.

A polícia local informou que uma criança de 2 anos está entre as vítimas. Um rapaz de 50 anos e uma mulher de 48 anos também foram identificados inconscientes dentro de uma casa em Nova York. Próximo da região, em Nova Jersey, outras duas mortes foram contabilizadas.

De acordo com o postal "New York Post", quatro óbitos foram confirmados de pessoas presas em seus porões - sendo três no bairro do Queens e uma no Brooklyn.

Quase 1,2 milhão de imóveis estão sem luz em decorrência da tempestade Ida, no entorno de seis estados norte-americanos. Louisiana apresenta 928,3 mil casas sem energia elétrica; Pensilvânia, 99,7 mil; Nova Jersey, 61,5 mil; Nova York, 42,9 mil; Mississippi, 37,3 mil; e Connecticut com 17,9 mil residências que apresentam falta de energia.

Você viu?

Na cidade de Nova York, onde oito pessoas morreram, os fortes ventos e chuvas quase interromperam o serviço de metrô. Em Passaic, Nova Jersey, pelo menos uma pessoa morreu após ficar presa em um carro durante a enchente, de acordo com o prefeito Hector Lora.

O prefeito de Nova York, Bill de Blasio, declarou estado de emergência pouco antes das 23h30m de quarta-feira, dizendo que a cidade estava "enfrentando um evento climático histórico", com "chuvas recordes, enchentes brutais e condições perigosas nas estradas". Ele alertou os nova-iorquinos: "Fiquem dentro de casa."


Pouco antes da 1h, a cidade emitiu uma proibição de deslocamentos até 5h desta quinta-feira. "Todos os veículos não emergenciais devem estar fora das ruas e rodovias de Nova York", disse o escritório de gerenciamento de emergência no Twitter. Uma estrada que atravessa o Central Park estava cheia de carros que foram abandonados depois de ficarem presos nas enchentes. A cidade registrou mais chuva na quarta-feira do que o normal em um mês, de acordo com o Serviço Nacional de Meteorologia dos Estados Unidos.

A Autoridade de Transporte Metropolitano avisou os clientes em um alerta por e-mail, na noite de quarta-feira: "O serviço de trem é extremamente limitado por causa das fortes chuvas e inundações em toda a região". O site do sistema mostrou que o serviço foi suspenso em mais de 18 linhas de metrô.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários