Jeremy DiBenedetto compartilhou no Facebook a destruição na região de Port Fourchon, na Louisiana, nos Estados Unidos. Em poucas horas, galpão sumiu em mei oa tempestada
Reprodução/Facebook/ Jeremy DiBenedetto
Jeremy DiBenedetto compartilhou no Facebook a destruição na região de Port Fourchon, na Louisiana, nos Estados Unidos. Em poucas horas, galpão sumiu em mei oa tempestada

Imagens de uma câmera de segurança instalada na região de Port Fourchon, na Louisiana, nos Estados Unidos, registraram a força do furacão Ida, que atingiu a região no domingo como ventos de 214km/h, chuvas torrenciais e ondas fortes que submergiram grande parte da costa. Os vídeos foram compartilhados no Facebook pelo morador Jeremy DiBenedetto, que disse não saber ainda se o galpão receém-reformado que mantinha no local, apelidado de "Blue Barnacle", resistiu a tempestade.

"Você nuca pode subestimar, Deus e a Mãe Natureza. Não tenho certeza se alguém já teve uma filmagem como essa antes, mas o poder desta tempestade é totalmente inacreditável. Não temos certeza se a construção ainda está de pé, mas a doca ainda está lá. Infelizmente havíamos acabamos de remodelar o Blue Barnacle há 30 dias, recuperando os danos que sofremos no ano passado com o furacão Zeta", escreveu.

DiBenedetto conta que foi até o local na última quinta-feira, quando retirou alguns pertences e colocou outros em um patamar mais alto, na tentativa de salvar o que fosse possível após a passagem do furacão.

"Tudo acontece por uma razão, como dizem. Deus tinha planos diferentes para nós", disse.

No domingo, o presidente dos EUA, Joe Biden, declarou situação de desastre na Louisiana e ordenou ajuda federal para complementar os esforços de recuperação nas áreas afetadas pelo furacão. Centenas de milhares de moradores ficaram sem energia elétrica em toda a área metropolitana de Nova Orleans, após a falha de todas as  linhas de transmissão da região.

Segundo o mais recente boletim do o Centro Nacional de Furacões dos EUA (NHC), Ida enfraqueceu para um furacão de categoria 1, na escala de furacões de vento de Saffir-Simpson. A tempestade, agora avança pelo leste-sudeste de Baton Rouge, na Louisiana, com ventos  de 155km/h, em média.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários