Presidente dos Estados Unidos, Joe Biden
Reprodução
Presidente dos Estados Unidos, Joe Biden

Nesta segunda-feira (16), o conselheiro de Segurança Nacional Jake Sullivan informou que o presidente dos Estados Unidos Joe Biden irá se manifestar "em breve" sobre a situação no Afeganistão . O comunicado foi divulgado um dia após o país ter sido retomado pelo grupo  fundamentalista Talibã e Washington evacuar sua embaixada.

Ao canal ABC , Sullivan afirmou que os norte-americanos "podem esperar para ouvir muito em breve o presidente". "Ele está atualmente em contato permanente com sua equipe de segurança nacional. Está trabalhando duro para administrar a situação", disse ele. O conselheiro, porém, não deu mais detalhes sobre quando ou como essa intervenção vai ocorrer.

Divulgada pela Casa Branca nesse domingo (15), a agenda oficial de Biden não consta nenhum evento público para o presidente. Além disso, ele passou o final de semana em Camp David, residência de verão em Washington, onde pretendia ficar até a próxima quarta-feira (18). No entanto, após o avanço do Talibã no Afeganistão , essa agenda deve ser alterada.

No último dia 10, o mandatário disse que "não lamentava" a decisão de retirar os últimos militares norte-americanos do Afeganistão até 31 de agosto, depois de 20 anos de guerra. Em comunicado, posteriormente, Biden anunciou o envio de seis mil militares para fazer a segurança do aeroporto de Cabul e retirar quase 30 mil americanos e civis afegãos que cooperaram com o exército dos Estados Unidos.

— Com informações da AFP

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários