Local onde o avião An-26 se chocou e caiu perto do aeroporto de Palana, no norte da península de Kamchatka, na Rússia
Foto: Ministério de Emergências da Rússia
Local onde o avião An-26 se chocou e caiu perto do aeroporto de Palana, no norte da península de Kamchatka, na Rússia

Nesta terça-feira (6), um avião que preparava para pousar caiu no extremo leste da Rússia, na península de Kamchatka, uma região pouco habitada. A bordo estavam 28 pessoas, sendo 22 passageiros e 6 tripulantes. Segundo as equipes de resgate, ninguém sobreviveu. 

A aeronave era um turboélice bimotor Antonov An-26 que tinha saído de Petropavlovsk-Kamchatsky, para Palana uma vila no norte de Kamchatka, quando perdeu contato com o controle de tráfego aéreo.

Segundo a agência de notícias TASS, a prefeita de Palana, Olga Mokhireva, estava entre os passageiros, 

Autoridades regionais contam ter perdido contato com a aeronave quando ela estava a 9km do aeroporto de Palana. Destroços foram encontrado a 5km do aeroporto, na costa do mar de Ojotsk. 

Segundo a marinha russa, uma parte da fuselagem estava em terra e outra foi encontrada no mar, a 4 km da costa. 

Uma pequena companhia aérea local da região da península de Kamchatka operava a aeronave. Os padrões de segurança aérea da Rússia melhoraram nos últimos anos, mas os acidentes, especialmente com aviões antigos em regiões remotas, não são incomuns.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários