Presidente norte-americano cogitou enviar infectados pelo novo coronavírus à prisão de Guantánamo
Reprodução/Twitter
Presidente norte-americano cogitou enviar infectados pelo novo coronavírus à prisão de Guantánamo

O ex-presidente dos Estados Unidos, Donald Trump (Republicanos), cogitou enviar os  norte-americanos infectados por covid-19 à prisão de Guantánamo. É o que revela o livro que será publicado na próxima semana "Cenário de pesadelo: por dentro da resposta do governo Trump à pandemia que mudou a história", de Yasmeen Abutaleb e Damian Paletta.

Entre as páginas, é possível ter acesso a uma declaração do ex-presidente em uma das reuniões na Sala de Crise, na Casa Branca, em fevereiro de 2020. Na época, Trump questionou: "Não temos uma ilha? Por que não Guantánamo ? Nós importamos mercadorias. Não vamos importar o vírus."


O livro entrevistou mais de 180 ex-funcionários do alto escalão sobre as decisões da Casa Branca. Fontes disseram que ficaram "estupefatos" e que, em relação à pandemia , eles "deixaram correr, preocupados com a rejeição que geraria a quarentena de turistas americanos na mesma base caribenha onde o país mantém suspeitos de terrorismo".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários