Torre al-Johara na Cidade de Gaza
Ashraf Amra/AFP
Torre al-Johara na Cidade de Gaza

Em Israel , o número de palestinos mortos devido aos bombardeiros na Faixa de Gaza subiram para 83 , após um contra-ataque de Israel em Tel Aviv, na última terça (11). Caso ganhou repercussão mundial com as duras imagens divulgadas sobre os confrontos no país. Com informações apuradas pelo Aljazeera.

Os israelenses tem escolhido como alvo, prédios históricos no centro da Cidade de Gaza , derrubando cerca de dois blocos de grande altura. Hanadi, uma torre com apartamentos residenciais e escritórios comerciais, que era sede do Planeta de Soluções Digitais de Qadada, foi um dos demolidos.

Edifício Hanadi destruído na Cidade de Gaza
Mohammed Abed/AFP
Edifício Hanadi destruído na Cidade de Gaza

Segundo Israel, esses prédios estão sendo alvejados, pois, estão sendo utilizados por facções em Gaza sob o argumento de que isso faz com que se tornem alvos “legítimos”. Porém, Qadada declarou que os ataques prolongaram o sofrimento dos residentes palestinos que vivem na Faixa de Gaza, ruindo sua economia já danificada e bloqueando seus meios de subsistência.

“Os jovens aqui estão se esforçando para encontrar oportunidades de trabalho estáveis, mas em um piscar de olhos perdemos tudo”, disse ele.

Você viu?

Desde que Israel começou a responder aos ataques na segunda-feira (10), cerca de 83 palestinos foram mortos, sendo 17 crianças, segundo o Ministério da Saúde de Gaza. Conflito teve início após grupos armados palestinos dispararem centenas de foguetes em direção a Israel, dizendo ser uma resposta ao ataque da polícia israelense no complexo da mesquita de Al-Aqsa, na semana passada, que feriu aproximadamente 500 fiéis.

Veja algumas repercussões:



    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários