As fronteiras terrestres e fluviais da Colômbia vão permanecer fechadas por mais três meses, até 1º de junho, na tentativa de conter a disseminação da covid-19. A informação foi divulgada pela agência de migração do país no sábado (27). A previsão era que a reabertura acontecesse nesta segunda-feira (1).

Apesar do fechamento, está permitida a circulação para transporte de carga, emergências de saúde e outras emergências imprevistas. As viagens aéreas não serão afetadas pela determinação. De acordo com o diretor geral da agência de migração, Juan Francisco Espinosa, o país não pode “baixar a guarda''.

"A Covid não faz distinção entre nacionalidades e devemos seguir as recomendações das autoridades de saúde para superarmos esta pandemia juntos”, declarou o diretor.

Apesar do fechamento, está permitida a circulação para transporte de carga e emergências
Reprodução/Twitter
Apesar do fechamento, está permitida a circulação para transporte de carga e emergências


O governo colombiano havia dito, no início da última semana, que estenderia seu estado de emergência até, pelo menos, 31 de maio. O país, que registra mais de 59,5 mil mortes e cerca de 2,2 milhões de casos do novo coronavírus, de acordo com o Ministério da Saúde, fechou as fronteiras em março de 2020. 

A Colômbia é o principal destino dos migrantes venezuelanos que fogem da crise social e econômica do país. Aproximadamente 1,7 milhão de venezuelanos vivem atualmente na Colômbia, segundo dados da agência. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários