Coveiro passando por vítimas da codi-19 enterradas no cemitério
Patricia de Melo Moreira/AFP
Coveiro passando por vítimas da codi-19 enterradas no cemitério

Em Portugal , o maior cemitério da capital Lisboa , foi rapidamente preenchido por vítimas do novo coronavírus. Com o país vivendo seu pior momento da pandemia da covid-19 , corpos passam a ser identificados no cemitério com simples números. “Estamos sobrecarregados!”, lamenta coveiro compactando solo entre sepulturas. As informações foram apuradas pelo G1. 

"Este lote foi ocupado em cerca de 50 dias, enquanto normalmente demora quase um ano", explica Ricardo Pereira, com a pá na mão, o coveiro de 36 anos que trabalha no cemitério do Alto de São João. 

Desde o início de 2021, uma média de 180 mortos por dia é registrada em Portugal pela proliferação do novo coronavírus. Tirando os microestados, é o sexto país do mundo com o maior número de vítimas em comparação a sua população. 

Vítima do novo coronavírus sendo enterrada
Patricia de Melo Moreira/AFP
Vítima do novo coronavírus sendo enterrada

Com certa de 1,5 mil mortes por milhão de habitantes, país fica atrás da Itália e a frente da Espanha. Com a implementação do confinamento, desde de meados de janeiro, Portugal viu seu índice de contágio cair e o número de mortes diárias reduzir para 100 por dia, após ter tido um recorde de 300 vítimas por dia.

Porém, o total de sepultamentos ainda é excessivo. "Há sempre muitos corpos nos necrotérios à espera de serem enterrados", declara o coveiro Ricardo Pereira. Dos 10 corpos previstos para serem enterrados no cemitério Alto de São João, cinco são vítimas da covid-19.

Em sua área principal, existe um espaço com três crematórios que desde de o início do ano, não para de funcionar da manhã até a noite. E normalmente, o total de cremações em janeiro no país era em torno de uma dúzia por dia. "Atualmente, funciona na sua capacidade máxima, com mais de 20 cremações por dia", aponta Sara Gonçalves, representante na prefeitura de Lisboa pela gestão dos cemitérios. 

A pandemia do novo coronavírus vem provocando um aumento no número de mortes no país e situação semelhante, foi vista somente na época da gripe espanhola em 1920 . Até o momento, país teve 123 mil mortes e quase 16 mil foram causadas pela covid-19, sendo que mais da metade das vítimas vieram a óbito no início de 2021. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários