Naufrágio no Congo deixa ao menos 60 mortos
Reprodução
Naufrágio no Congo deixa ao menos 60 mortos

Pelo menos 60 pessoas morreram e centenas estão desaparecidas após o naufrágio de uma embarcação no rio Congo, na parte oeste da República Democrática do Congo, nesta segunda-feira (15).

Steve Mbikayi, ministro dos Assuntos Humanitários do país, informou ao "Al Jazeera" que 700 pessoas estavam a bordo, mas apenas 300 sobreviventes foram encontrados. Já outros 60 indivíduos morreram no desastre.

O naufrágio ocorreu perto da aldeia de Longola Ekoti, na província de Mai-Ndombe. A embarcação navegava de Kinshasa para Mbandaka.

Segundo o ministro, a principal causa do naufrágio teria sido o excesso de passageiros, acrescentado que a "navegação noturna" também pode ter colaborado para ter agravado a situação.

Você viu?

Acidentes de barco são comuns na República Democrática do Congo, país que não tem muitas estradas asfaltadas em seu interior.

Normalmente, as embarcações são sobrecarregadas de passageiros e cargas, além disso, muitos não usam coletes salva-vidas.

Para diversas pessoas no país, o rio Congo e seus afluentes são o único meio de transporte para viajar longas distâncias.

Em janeiro, ao menos três indivíduos morreram afogados depois que um barco naufragou na região do lago Kivu.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários