Presidente dos Estados Unidos, Joe Biden
Reprodução: iG Minas Gerais
Presidente dos Estados Unidos, Joe Biden

O presidente da Rússia, Vladimir Putin , e o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden , se falaram por telefone pela primeira vez desde que o americano assumiu o cargo, nesta terça-feira (29). A porta-voz da Casa Branca, Jen Psaki, anunciou o contato entre os líderes políticos.

Entre os temas tratados foram a proposta de extensão do tratado de armas nucleares do Novo Start, que limita o armamento de ambos países, a prisão do opositor Alexei Navalny e o apoio dos EUA à soberania da Ucrânia.

“Ele(Biden) ligou para o presidente Putin esta tarde com a intenção de discutir nossa disposição de estender o novo START por cinco anos. E também para reafirmar nosso forte apoio à soberania da Ucrânia em face da agressão em curso da Rússia, e também para levantar questões preocupantes, incluindo o hack SolarWinds, relatórios da Rússia colocando recompensas em soldados dos Estados Unidos no Afeganistão, interferência nas eleições de 2020, o envenenamento de Alexei Navalny e tratamento de manifestantes pacíficos pelas forças de segurança russas ”, declarou a porta voz do governo americano.

Você viu?

Em tom ríspido, a presidência americana declarou que irá defender os seus interesses nacionais a despeito das “malignas ações russas”.

Por outro lado, o Kremlin , sede do governo russo, declarou que Putin disse ao democrata que apoia a normalização das relações entre os dois países: 

“Uma normalização das relações entre a Rússia e os Estados Unidos responderia aos interesses de ambos os países e também de toda a comunidade internacional, dada a responsabilidade particular (de ambos os Estados) em manter a segurança e estabilidade mundiais".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários