Crusoé


As diferenças entre o discurso inaugural de Biden e o de Trump em 2017
O Antagonista
As diferenças entre o discurso inaugural de Biden e o de Trump em 2017

Após tomar posse, o presidente Joe Biden fez um discurso nesta quarta-feira (20), em que pediu unidade aos americanos . A mesma tônica apareceu em diversas declarações de Biden durante a campanha.

“Sem unidade, não há paz . Não há nação, apenas um estado de caos. Vamos começar a ouvir um ao outro novamente, ver um ao outro, mostrar respeito um ao outro. A política não precisa ser um fogo fora de controle, que vai devastando tudo o que encontra pelo caminho", pediu Biden, que acumula cinco décadas de experiência na política.

Em janeiro de 2017, Donald Trump iniciou seu discurso inaugural de maneira totalmente diferente. Sem experiência política anterior e com grande parte do Partido Republicano insatisfeita com sua conquista eleitoral, Trump atacou a elite política de Washington e prometeu governar para o povo, que segundo ele tinha sido esquecido e enganado. Não foi um discurso de união, mas de acerto de contas.

"Por muito tempo, um pequeno grupo na capital de nossa nação colheu os frutos do governo, enquanto o povo arcava com o custo . Washington floresceu, mas o povo não compartilhou de sua riqueza. Políticos prosperaram, mas os empregos foram embora e as fábricas fecharam. O establishment protegeu a si mesmo, mas não os cidadãos de nosso país. As vitórias deles não foram as vitórias de vocês. Os triunfos deles não foram os triunfos de vocês. E, enquanto eles celebravam na capital de nossa nação, havia pouco o que celebrar para famílias em dificuldades ao redor de todo nosso país" , disse Trump em 2017.

Considerando que Biden está há cinco décadas na política (ele foi eleito ao Senado pela primeira vez com 28 anos) seria improvável o democrata atacar o establishment em Washington .


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários