Donald Trump ao lado de seu advogado e ex-prefeito de NY%2C Rudy Giuliani
Peter Foley/EPA
Donald Trump ao lado de seu advogado e ex-prefeito de NY, Rudy Giuliani

Se sentindo “abandonado e frustrado”, dias antes de deixar o cargo, o  presidente Donald Trump estaria se recusando a pagar os honorários do seu advogado pessoal, Rudy Giuliani. As informações são do jornal britânico The Guardian.

Giuliani liderou a defesa do republicano após a derrota nas eleições presidenciais em novembro de 2020, sob a tese de fraude eleitoral, que não foi comprovada.

Trump teria passado instruções para que assessores não pagassem os serviços de Giuliani , estimados em 20 mil dólares por dia (R$ 100 mil). Ofendido com a alta pedida, funcionários da Casa Branca também teriam sido instruídos para não atender a nenhuma ligação do advogado.

Trump, que deixará o cargo na próxima quarta-feira (20), dando lugar ao seu sucessor, Joe Biden , e o próprio Rudy Giuliani, ex-prefeito de Nova York, são investigados por incitar a violência que desencadeou na invasão ao Capitólio, onde 5 pessoas morreram. 

Na última quarta (13), a Câmara dos Deputados aprovou o impeachment de Trump, que agora será votado no Senado. Caso aprove a denúncia em definitivo, o republicano poderá ser ‘simbolicamente’ cassado do cargo, já que ele será julgado após a saída da presidência, ou poderá sofrer consequências mais duras, da perda de aposentadoria de 200 mil dólares por ano e não poder se candidatar novamente.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários