.
KCNA VIA KNS/AFP
O líder norte-coreano Kim Jong-un fala durante o primeiro dia do Oitavo Congresso do Partido dos Trabalhadores da Coreia (WPK) em Pyongyang


O líder da Coreia do Norte , Kim Jong-un, admitiu que suas políticas econômicas falharam amplamente e prometeu evitar a repetição das "dolorosas lições" do passado em uma rara reunião do partido governante do país. A fala aconteceu durante um congresso do Partido dos Trabalhadores, de acordo com  a mídia estatal norte-coreana nesta quarta-feira (06).

"Devemos promover e expandir ainda mais os sucessos e vitórias que alcançamos por meio de nossos esforços meticulosos, mas nos impedir de ter as lições dolorosas novamente."

Kim afirmou que está enfrentando os desafios mais difíceis de seu governo de nove anos, causados ​​pelo que ele chamou de crises "sem precedentes".

Agora, ele busca sinais de mudança na política econômica, após um ano em que a Coreia do Norte foi atingida por desastres naturais, enquanto lutava com os efeitos colaterais da pandemia de coronavírus e sanções internacionais impostas em resposta ao seu míssil nuclear e balístico programas.

Ainda segundo Kim, o comércio com a China caiu quase 80% nos primeiros 11 meses de 2020 em comparação com o mesmo período de 2019, de acordo com Song Jaeguk, analista do Instituto de Pesquisa Econômica IBK em Seul. O PIB da Coreia do Norte foi estimado em 9,3% em 2020.

Embora o regime continue afirmando que não registrou um único caso de Covid-19 , o fechamento de fronteiras e a suspensão de voos internacionais prejudicaram uma economia já frágil.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários