homem segurando cartão nas mãos
Reprodução/Chris Hermon
Chris mostra a correspondência, datada de 1955

Depois de 66 anos, um cartão postal "perdido" de 1955 chegou ao destinatário. Chris Hermon, que hoje tem 75 anos, tinha apenas nove quando um amigo dos Estados Unidos colocou a correspondência no correio. Porém, o cartão não foi entregue na época e foi encontrado em uma loja de caridade por um voluntário, que levou a mensagem até Chris. As informações são do portal Daily Mail .

De acordo com a publicação, a correspondência foi descoberta em uma loja de caridade em Dorchester, na Inglaterra , e havia sido entregue como parte de uma campanha para arrecadação de doações a partir da venda de selos antigos.

No entanto, um voluntário do local percebeu que o cartão postal tinha o nome de Chris Hermon e a origem da correspondência, então foi atrás do destinatário. O voluntário entrou em contato com um Chris, da cidade de Pershore, e teve sorte. Ele era realmente o dono do cartão e ficou emocionado ao receber a mensagem de Fred Kendall, a quem chamava de "Tio Fred".

O remetente era um parente distante da família, que se tornou amigo de Chris após se hospedar na casa dos pais dele durante uma viagem para a Inglaterra. Na época, Fred já tinha cerca de 60 anos e Chris ainda era uma criança. Em entrevista ao jornal, o homem disse que era fascinado por índios nativos dos EUA, então, Fred lhe enviava pontas de flechas e outros artefatos que encontrava em antigas reservas indígenas.

De acordo com Chris, eles trocavam cartas quinzenalmente, até meados de 1970, quando Fred já tinha cerca de 80 anos e parou de respondê-lo. O inglês disse que tentou encontrar o amigo anos depois, mas não obteve êxito.

O cartão encontrado recentemente foi enviado da Grand Central Station em 13 de outubro de 1955, com uma foto do edifício RCA, um arranha-céu de Nova Iorque . Nele, "Tio Fred" agradece o amigo por presenteá-lo com alguns tamancos holandeses e diz que ficará atento aos artefatos de indígenas para enviar a ele.

"Vou tentar encontrar para você algumas curiosidades indígenas para o seu aniversário de 10 anos. É um grande evento", dizia a mensagem final de Fred. Apesar da demora, Chris ficou feliz por receber uma memória de infância. "Estou muito grato por receber o cartão-postal e por ele (finalmente) chegar em casa", disse o vendedor aposentado, que pretende emoldurar o cartão na parede da casa dele.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários