.
Reprodução
O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump



O presidente Donald Trump voltou a recusar sua derrota eleitoral no estado da Georgia. Desta vez, o presidente importunou o secretário de Estado Brad Raffensperger em uma ligação neste sábado (02). Esse é o mais recente exemplo da pressão que ele exerceu sobre os funcionários republicanos estaduais antes de um segundo turno crítico pelo controle do Senado dos EUA .

Raffensperger recusou as exigências de Trump para anular os resultados da eleição , dizendo-lhe que os "dados mostram que você tem está errado", enquanto rejeitava as falsas teorias de Trump de "urnas adulteradas" que o presidente disse que reverteriam a vitória de Joe Biden em cerca de 12 mil votos na Geórgia.

"Pessoal, preciso de 11 mil votos . Me dá um tempo", disse Trump, sugerindo mais ações legais. "Ou podemos continuar. Mas isso não é justo com os eleitores da Geórgia."

Uma gravação da ligação de aproximadamente uma hora foi obtida neste domingo (03) pelo The Atlanta Journal-Constitution e foi confirmada por duas pessoas envolvidas na conversa. 

" Vencemos esta eleição na Geórgia. Não há nada de errado em dizer isso, Brad. O povo da Geórgia está zangado", disse ele, acrescentando: "Não há nada de errado em dizer que você recalculou".

Funcionários das eleições estaduais e federais disseram que não há evidências de irregularidades generalizadas na Geórgia e em outros estados americanos, e os tribunais em todos os níveis rejeitaram as contestações da campanha de Trump e seus aliados que buscam derrubar as eleições apertadas da Geórgia.



    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários