Acordo foi comemorado pelo primeiro-ministro Boris Johnson
O Antagonista
Acordo foi comemorado pelo primeiro-ministro Boris Johnson

Após dez meses de negociações, a União Europeia e o Reino Unido chegaram a um acordo comercial após o Brexit , mercado para o dia 1º de janeiro. O anúncio foi feito pelo primeiro-ministro Boris Johnson em uma rede social.  

O fim das negociações acontece nove dias antes da saída definitiva do grupo europeu das condições impostas pelo parlamento da União Europeia. Mesmo após anunciar o Brexit em 31 de janeiro deste ano, o Reino Unido se comprometeu a seguir as cartilhas comerciais europeias até o fim de 2020.

O acordo, no entanto, precisa ser aprovado pelos parlamentos europeu e inglês .


Você viu?


As conversas entre o bloco e o primeiro-ministro ficaram estacionadas por alguns meses após divergências em r elação à pesca em mares internacionais e a promessa de que o Reino Unido não irá alterar a política ambiental, de direito do trabalho e nem subsidiar empresas para não causar concorrência desleal em comparação a outros países. 

Discussão sobre o Brexit

A referendo no Reino Unido para a saída da União Europeia aconteceu em 2016, com 51% dos ingleses votando a favor do Brexit. De lá para cá, houveram diversas negociações entre o bloco e os chanceleres britânicos (Theresa May e Boris Johnson) para definir o prazo em que os países da Grã-Bretanha deixariam de fazer parte da UE.

No dia 29 de janeiro, os parlamentes ingleses deixaram a sede do parlamento europeu em Bruxelas e se despediram do maior bloco econômico mundial. Entretanto, Boris Johnson se comprometeu a cumprir a cartilha comercial europeia até o fim das negociações de independência dos países ingleses .

Mas nos bastidores, parlamentes da UE querem impedir a volta do Reino Unido nos acordos comerciais europeus. Enquanto isso, outro grupo de políticos criam expectativa de que os britânicos voltem a estreitar laços com Bruxelas , após a saída de Boris Johnson.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários