População tomou as ruas em vários locais da França
Reprodução/Twitter
População tomou as ruas em vários locais da França

A França registra neste sábado (5) mais de 90 protestos organizados pelos sindicatos contra a precariedade das relações de trabalho. Na capital Paris, houve momentos de confrontos com a polícia.

A manifestação sindical se junta a atos contra a violência policial e a lei de "segurança global", vista pela população como uma ferramenta do governo francês para "minar a liberdade de imprensa, a liberdade de expressão e a liberdade dos cidadãos".

Em Paris, segundo agências de notícias internacionais, milhares de pessoas, incluindo muitos os "coletes amarelos", grupo que desde 2018 realiza atos no país, saíram em passeata pela estação Porte des Lilas, em direção à Praça da República. Eles gritam palavras de ordem e usam fogos de artifício.

Muitos cartazes traziam a frase: "Todo mundo odeia polícia". A presença da polícia francesa foi reforçada e alguns confrontos foram registrados. No último sábado (28), o mesmo ocorreu próximo à Bastilha.

De acordo com a polícia francesa, os manifestantes bloquearam vias e alguns lançaram objetos contra as equipes que acompanhavam o movimento.

Em Marselha, os manifestantes estão reunidos no Porto Velho. O líder da rebelde França, Jean-Luc Mélenchon, que é necessário "jogar tudo no lixo" ao falar do projeto de lei sobre "segurança global".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários