Bandeira da Indonésia.
Reprodução
Além de receber multa, pessoas que estiverem sem máscara estão sujeitas a prestarem serviços públicos.

Fazer flexões, arrancar ervas daninhas, limpar margens de rios,  cavar covas e deitar em caixões abertos são algumas das punições para aqueles que não utilizarem máscara na Indonésia . As informações foram dadas pelo UOL .

Os policiais e os militares estão auxiliando na supervisão das punições. De acordo com M. Hendra Suhartiyono, porta-voz da polícia, as medidas e as sanções foram idealizadas pelos governos regionais .

Evani Jesselyn, dona de uma cafeteria na capital Jacarta, foi parada por militares por não usar máscara dentro do carro. Ela foi, então, informada de que poderia limpar esgotos públicos ou pagar uma multa pela falta do acessório de proteção.

Segundo Jesselyn, ela estava sozinha dentro do veículo e tirou a máscara apenas porque sentiu falta de ar. Mesmo assim, a mulher foi levada a uma audiência, esperou por uma hora em um ambiente com várias pessoas e recebeu uma multa .

“Muitos usam a máscara no queixo ou abaixo do pescoço. Isso, claro, não previne a transmissão de Covid-19 ”, observa o chefe de escritório da ordem pública em Jacarta.

Ele também afirma que, com cerca de 164 mil multas aplicadas e quase 163 mil dólares arrecadados, mais cidadãos estão se conscientizando e utilizando a máscara da forma correta .

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários