Homem faz compras só de cueca em protesto por roupa ser considerada 'item não essencial' no País de Gales
Foto: Reprodução/Internet
Homem faz compras só de cueca em protesto por roupa ser considerada 'item não essencial' no País de Gales

Um homem entrou em um supermercado em Newport, no País de Gales, vestindo apenas cueca e máscara, para protestar pelas medidas de restrição estabelecidas no país. Isso porque o governo proíbe a venda de roupas em supermercados por não considerá-las itens essenciais.

O País de Gales instaurou, na noite de 23 de outubro, um lockdown que deve durar 17 dias, como medida para conter o número de casos da Covid-19.

Chris Noden, de 38 anos, foi detido pela equipe de segurança da loja, uma unidade da multinacional varejista Tesco. Ele estava acompanhado da mulher, Dawn, que filmou a cena na qual o homem sobe as escadas rolantes do mercado apenas de roupa íntima.

No vídeo que viralizou nas redes sociais, a mulher apoia o companheiro: "A política da loja diz que roupas não são essenciais. Deixem ele comprar algumas roupas", reivindica Dawn.

Assista ao momento:


"Isso está além do ridículo. Há crianças crescendo que precisam de roupas", acrescenta a mulher. O segurança da Tesco responde, por sua vez, que Chris "não está vestido apropriadamente". A discussão continua até que o segurança expulsa o casal do supermercado.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários