Roma Itália
Wikimedia Commons
Roma Itália

Na tarde desta terça-feira (27), centenas de pessoas se reuniram na Piazza del Popolo, no centro de Roma , para protestar contra o governo do primeiro-ministro da Itália , Giuseppe Conte, e as medidas tomadas para tentar conter a pandemia do novo coronavírus . As informações são da agência de notícias italiana Ansa.  

O ato foi organizado pelo Forza Nuova, partido político nacionalista de extrema-direita da Itália. A ocasião foi marcada por tumultos e confrontos entre os manifestantes e a polícia italiana. Diversos militantes lançaram bombas de fumaça e papel contra os agentes, que usaram hidrantes para dispersar a multidão.   

Durante o ato, latas de lixo foram incendiadas e scooters e bicicletas foram destruídas ao longo da via del Muro Torto. As autoridades informaram que um grupo de pessoas foi preso.

Segurança pública

De acordo com a Ansa, após mais um protesto contra as medidas anti-Covid, a ministra do Interior da Itália, Luciana Lamorgese, convocou uma reunião com um Comitê de Segurança para esta quarta-feira (28), às 11h30 (no horário local) para debater a ordem e segurança pública do país.

Ainda de acordo com a agência, nesta segunda (26), diversas manifestações pacíficas e violentas foram registradas em toda a Itália. As polícias de Milão e de Turim denunciaram cerca de 30 pessoas por conta dos tumultos.   

    Veja Também

      Mostrar mais