.
Reprodução: iG Minas Gerais
Barack Obama criticou seu sucessor


Barack Obama ridicularizou Donald Trump  em um comício na Flórida, nesta terça-feira (27), por causa das reclamações do presidente sobre a mídia cobrindo de perto a crise nacional causada pelo novo coronavírus. 


Obama abandonou recentemente o decoro tradicional, no qual um ex-presidente se abstém de criticar publicamente seu sucessor . Em um comício drive-in em Orlando para aumentar o apoio a seu ex-vice-presidente e agora candidato democrata à Casa Branca, Joe Biden , Obama adotou um tom que combina zombaria de Trump com indignação.

Ele falou sobre números recordes de mortes nos Estados Unidos e perguntou retoricamente ao presidente: "Qual é o seu argumento final?", com a eleição em apenas uma semana . "Que as pessoas estão muito focadas na Covid-19. Ele disse isso em um de seus comícios 'Covid, Covid, Covid', ele está reclamando. Ele tem ciúmes da cobertura da mídia de Covid", disse Obama com falsa incredulidade enquanto a multidão ria.

Em um comício no sábado na Carolina do Norte, Trump disse essas palavras e reclamou que a mídia estava dando muita atenção ao novo coronavírus, mesmo quando ele alegou que o número recorde de casos é exagerado e minimizou as taxas de mortalidade.

"Se ele tivesse se concentrado na Covid desde o início, os casos não atingiriam recordes históricos em todo o país nesta semana, a Casa Branca não teria seu segundo surto em um mês", declarou Obama.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários