Modelo russa morta
Reprodução/Twitter
Além de modelo, Ekaterina trabalhava como bioquímica.

A modelo russa Ekaterina Antontseva, 34, foi encontrada morta em seu apartamento. Ela estava sem roupa e com o polegar decepado. De acordo com a polícia, a modelo foi estrangulada e seu dedo foi cortado para utilizar sua impressão digital e acessar seu celular. Além de modelo, a vítima era bioquímica e trabalhava no Instituto Tecnológico de São Petersburgo.

O corpo da vítima foi encontrado pelo namorado da modelo, que havia retornado de uma viagem de negócios. O suspeito, identificado como Artytom, foi detido sob suspeita der sido o responsável por matar Ekaterina. O polegar que foi decepado estava em sua casa no momento da prisão.

De acordo com a polícia, o suspeito teria enviado mensagens do celular da vítima fingindo ser Ekaterina e dizendo que estava se sentindo mal, por isso não trabalharia. A corporação também acredita que o homem apagou mensagens entre ele e a bioquímica.

A polícia investiga se Artytom devia dinheiro à vítima, suspeitando que eles teriam discutido e, durante a conversa, o suspeito teria matado Ekaterina. Além de matar a mulher, o investigado lacrou as janelas do apartamento para que vizinhos não sentissem o odor do corpo.   

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários