Espanha
Reprodução/Twitter
Espanha foi o primeiro país da Europa a atingir um milhão de casos da doença.

Depois de passar por um período de calmaria, a Espanha voltou a decretar estado de emergência por conta da segunda onda da pandemia de Covid-19 . A decisão foi anunciada pelo primeiro-ministro Pedro Sánchez e valerá por seis meses.

Uma das medidas que foi estabelecida pelo primeiro-ministro determina o confinamento noturno entre as 23h e 6h. O decreto também dá permissão para que as regiões apliquem restrições de movimentação, fechamento do comércio e proibições de encontro entre 6 ou mais pessoas.

No sábado (24), a Espanha registrou 231 novas mortes pela Covid-19, o maior número desde 29 de abril. No pico da primeira onda no país, em março, 888 pessoas morreram em um dia só. Na última quarta (21), o país foi o primeiro da Europa a superar a marca de um milhão de casos da doença.

Até o momento, a segunda onda está sendo menos letal do que a primeira. Um dos motivos é de que mais jovens estão sendo infectados desta vez. Entretanto, especialistas alertam para a possibilidade da rede de saúde entrar em colapso de novo.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários