.
Reprodução/Twitter
Candidato democrata apareceu com 50% das intenções de voto na última pesquisa realizada


Nesta quarta-feira (21), um homem de Maryland, nos EUA, foi acusado de fazer ameaças de morte contra o candidato democrata à  presidência Joe Biden e sua vice, Kamala Harris, por meio de uma carta deixada na porta de um vizinho que tinha cartazes apoiando a dupla.


Segundo um agente do FBI, James Dale Reed, 42, disse aos investigadores que estava " chateado com a situação política " quando escreveu a carta. Reed estava sob custódia estadual quando uma queixa criminal foi apresentada contra ele em um tribunal federal em Baltimore, afirmou o escritório do procurador dos EUA, Robert Hur, em um comunicado à imprensa.

Uma câmera capturou imagens de uma pessoa semelhante a Reed deixando a carta na porta de seu vizinho na manhã de 4 de outubro. O vizinho disse que não conhecia Reed, mas tinha várias placas de apoio apoiando os candidatos democratas à presidência dos EUA.

A carta continha palavras de violência contra os democratas e dizia que "Vovô Biden" e Harris seriam atacados e executados . Uma denúncia anônima à polícia levou os investigadores a questionar Reed em sua casa na última terça-feira. Ele, inicialmente, negou to fato, mas foi preso dois dias depois de admitir o ocorrido.

Se condenado, Reed pode pegar até cinco anos de prisão

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários