cao
Fabrizia Granatieri
Cão farejador pode auxiliar da detecção de pessoas infectadas pela Covid-19


O programa de cães farejadores de Covid-19 em aeroportos, que já ocorre na Finlândia, será utilizado também no Reino Unido. De acordo com uma pesquisa da faculdade veterinária da Universidade de Helsinque, a detecção tem quase 100% de eficácia.

Os cães são treinados com meias e camisetas de voluntários que tiveram teste positivo para Covid-19, em uma lógica de adaptação semelhante à que treina os cães para detecção de pessoas desaparecidas.

Na Finlândia, os cães e passageiros ficam separados por uma cabine e a detecção é feita a partir de um pedaço de tecido que é esfregado no viajante e depois repassado ao cão. O objtivo é, também, preservar a identidade da pessoa infectada. Caso algum indício da doença seja apontado, o passageiro é encaminhado para uma testagem adicional.

    Veja Também

      Mostrar mais